terça-feira, 5 de janeiro de 2010

E o filme desta noite é...

Memento (2000), de Christopher Nolan

Começámos aqui a preparar a lista de algumas das obras mais importantes da década que agora acabou e deu-nos vontade de rever aquele que, é na nossa humilde opinião, o melhor e mais inovador thriller da década passada.
Com uma narrativa fora do comum, interpretações soberbas (grande Guy Pearce), um argumento fantástico e original e uma realização única (que revelou o fantástico Christopher Nolan, um dos melhores realizadores da actualidade), Memento é uma obra única e inteligente, muito bem construída e que acaba por revelar-se como um puzzle (algo que Nolan consegue fazer uma vez mais em The Prestige, outra grande obra de visionamento obrigatório), em que cada peça é-nos dada de trás para a frente (à excepção das sequências a preto e branco, num fantástico jogo de fotografia).
Toda esta mestria leva a cereja no topo do bolo com o magnífico final e com a música do génio David Bowie nos créditos finais.
Uma das obras essenciais da década passada e um filme fundamental.

Trailer:

1 comentário:

Roberto F. A. Simões disse...

O maior quebra-cabeças da história do cinema tem, a par de um trabalho de montagem de uma sublimidade inquestionável (por parte de Dody Dorn), um argumento seriamente bem escrito.

5/5

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema