quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

E o filme desta noite é...

Kingdom of Heaven (2005), de Ridley Scott (Director's Cut)

Tentando repetir a proeza de Gladiator, Ridley Scott traz-nos este épico acerca das cruzadas do Século XII.
A versão exibida nos cinemas (que não vimos) foi bastante criticada e, abrindo a temporada de blockbusters em 2005, revelou ser um grande fracasso nas bilheteiras (a nível mundial saiu-se melhor, incluindo em Portugal). No entanto, a opinião sobre a versão do realizador é unânime: temos uma obra bastante superior, menos dedicada às batalhas (muito bem conseguidas, como é vulgar em Scott) e mais tempo dedicado ao argumento e ao desenvolvimento das personagens.
A fotografia e a banda-sonora estão fantásticas e Scott dá-nos, uma vez mais, uma realização sólida. A nível de interpretações, Orlando Bloom pode não ser um protagonista perfeito (embora aqui não esteja nada mal) mas está acompanhado de grandes nomes como Jeremy Irons, Eva Green, Liam Neeson e um Edward Norton mascarado.
Kingdom of Heaven é um grandioso épico, daqueles que já são raros de encontrarmos. Esta versão do realizador é uma obra segura e de bom entretenimento e uma obra aconselhável (e aparentemente, uma boa forma de redescobrir o filme, para quem viu a, aparentemente, mais fraca versão de cinema).

1 comentário:

Roberto F. A. Simões disse...

Tenho a minha crítica para publicar em breve. Só tenho que a acabar de escrever.

O filme é excelente. Isso mesmo que tu disseste: um daqueles épicos cada vez mais raros.

Deslumbrante e profundo.

5/5

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema