quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Alguns dos títulos mais aguardados para 2010

Começa o ano e entramos directamente na época mais forte dos prémios: os Globos de Ouro (há quem diga ser a verdadeira antevisão dos Óscares) estão à porta, o Festival de Sundance está prtestes a arrancar e a revelar mais algumas obras independentes ilustres, o Fantasporto está já meio encaminhado e, em Março, temos a Cerimónia dos Óscares.
A partir de Janeiro, as nossas distribuidoras começam a bombardear-nos com cinema de qualidade (algo que poderiam começar a fazer mais cedo, em vez de estrearem tudo em cima uns dos outros). No entanto, esta acaba por ser uma das melhores alturas para visitar uma sala de cinema.

Aqui listamos algumas das obras mais aguardadas deste ano que está prestes a começar:

  • Up in the air (Jason Reitman)
  • The Road
  • Bright Star
  • Where the Wild Things Are (Spike Jonze)
  • The White Ribbon (de Michael Aneke, vencedor do Festival de Cannes)
  • Nine (Rob Marshall)
  • An Education
  • Invictus (Clint Eastwood)
  • Crazy Heart
  • Anti Christ (Lars Von Trier)
  • The Men Who Stare at Goats
  • The Princess and the Frog
  • A Serious Man (The Coen Brothers)
  • A Single Man (Tom Ford)
  • The Imaginarium of Dr. Parnassus (Terry Gilliam)
  • Whatever Works (Woddy Allen)
  • Precious
  • The Wolfman
  • Shutter Island (Martin Scorsese)
  • Alice In Wonderland (Tim Burton)
  • Cop Out (Kevin Smith, antes com o título A Couple of Dicks)
  • From Paris With Love (com John Travolta, talvez um bom filme de acção, vindo do realizador de Taken)
  • Thrist
  • The Lovely Bones (Peter Jackson)
  • Cold Souls
  • Mother
  • Edge of Darkness (o regressp de Mel Gibson, pelas mão de Martin Campbell, de Casino Royale)
  • Green Zone (Paul Greenglass e Matt Damon juntos, depois da saga de Jason Bourne)
  • The Book of Eli
  • Youth in Revolt
  • Clash of the Titans (poderá surpreender e ser um bom popcorn movie ou ser um fiasco completo)
  • Extraordinary Measures (pela presença de Harrison Ford)
  • The Answer Man (uma possível surpresa de Jeff Daniels)
  • Iron Man 2 (a sequela dum bom blockbuster, que abre a silly season)
  • Humpday (já foi adiado, infelizmente)
  • Prince of Persia: Sands of Time (possivelmente uma boa aventura)
  • Salt
  • Toy Story 3 (Pixar é fundamental)
  • Shrek Forever After (sinceramente, não aguardamos este título assim tanto, devido à exaustão da personagem e de levarem as coisas longe demais na fraca terceira parte)
  • Inception (Christipher Nolan e Leonardo DiCaprio, com um elenco ilustre, não é preciso dizer mais)
  • Tron Legacy
  • Kick Ass
  • Bad Lietenaunt: Port of New Orleans (o regresso de Nicolas Cage a bons papéis, ainda sem data de estreia entre nós)
  • The A-Team (com receio de estragarem uma memória de infância mas com alguma esperança devido à presença de Sharley Copler, Bradleu Cooper e Liam Neeson)
  • Brothers (Tobey Maguire, Jake Gyllenhall e Natalie Portman)
Estas são algumas das obras mais aguardadas por aqui. No entanto bem sabe mos que deixámos algumas de lado (por puro esquecimento, acreditem) das quais falaremos mais tarde.

Por este ano, ficamos por aqui.
Para a semana, começamos com algumas das nossas listas dos melhores de 2009 e com o WTF Moments de 2009, uma lembrança de algumas das piores (e estranhas) decisões tomadas ao longo deste ano que agora termina.

Até lá, desejamos aos nossos visitantes um excelente ano de 2010, com a esperança de termos muito bom cinema pela frente.

Bom ano!

Os últimos trailers do ano

Esta semana tem sido muito complicada e atarefada, tendo sido quase impossível actualizar o blog. No entanto, a partir de Sábado à noite, o nosso espaço vai voltar à normalidade (à excepção das rubricas habituais, que regressarão Segunda-Feira). A partir da próxima semana, começamos com as nossas listas de melhores filmes de 2009, os melhores posters, etc.. Tais listas estão agora a ser elaboradas, bem como o especial sobre a Ficção Científica no cinema, que atinge agora um novo marco com o gigantesco êxito de Avatar.

Até lá, para terminar o ano em grande, deixamos aqui dois novos trailers:

O primeiro é Cop Out, o novo filme de Kevin Smith (antes tinha o título de A Couple of Dicks). O filme (aparentemente) estreia entre nós em Março e tem Bruce Willis e Tracy Morgan como protagonistas:


De seguida, temos o novo Teaser do muitissimo aguardado filme de Christopher Nolan, Inception. O mistério à volta desta obra de F.C. é enorme e as expectativas são cada vez mais. Leonardo DiCaprio é o protagonista, acompanhado de Marion Cottilard, Ellen Page, Michael Caine, Ken Watanabe e Joseph Gordon-Levitt. Estreia em Julho:

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Feliz Natal!

E chegámos à altura em que toda a gente está a correr a comprar as prendas de última hora (não é o nosso caso, felizmente). Nestes últimos dias, as actualizações no blog têm sido poucas (o pouco tempo impediu-nos) e agora com o Natal à porta, só vamos regressar dia 25 à noite (em principio, senão será dia 26 à noite). Até lá, deixamos os nossos votos de Feliz Natal a todos os que nos visitam.

Dia 25 (ou 26) regressamos (no entanto, avisamos que as actualizações ainda serão poucas, agora devido ao ano novo).

Feliz Natal!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Segundo teaser poster de Inception (de Christopher Nolan)

Tal como aconteceu com The Dark Knight (verdadeiro pioneiro no que diz respeito a marketing viral), o marketing de Inception, a nova obra de Christopher Nolan está a começar a dar bastante nas vistas. Nem há uma semana surgiu o primeiro poster (descoberto através dum site viral do filme) e agora surge um segundo teaser poster, também vindo através dum outro site do filme. As expectativas aumentam e muito pouco se conhece sobre esta nova fita do realizador. Estreia em Julho.

Trailers: Frozen; Knight & Day; The Karate Kid; Kick-Ass;

Frozen trata-se dum thriller independente que promete bastante. Fica aqui o primeiro trailer:


Knight & Day é uma comédia de acção de James Mangold com Tom Cruise e Cameron Diaz. O filme estreia em Julho:


Agora é a vez do primeiro trailer do remake de The Karate Kid. Jaden Smith (filho de Will Smith) e Jackie Chan são os protagonistas:


O novo filme de Matthew Vaughn, Kick-Ass, tem aqui o seu segundo trailer (este é Red Band). Aqui fica:

sábado, 19 de dezembro de 2009

Avatar, de James Cameron (2009)

Depois de mais de 10 anos em desenvolvimento e com um orçamento de 200 milhões de dólares, finalmente estreia Avatar, a nova obra do visionário James Cameron. E depois de tanta promessa desta ser uma obra revolucionária, estaremos nós realmente perante uma obra merecedora desse título?
Avatar é realmente um prodígio a nível técnico (a verdadeira revolução do filme), apresentando efeitos e personagens digitais bastante realistas (nunca foram assim tão realistas) e é um grandioso filme de F.C. e acção, com uma história de amor pelo meio. No entanto, apesar dum argumento simples e clássico, Cameron consegue tratar a sua história e personagens de forma bastante competente, conseguindo fazer com que o público se identifique com as personagens digitais (algo extremamente difícil de conseguir e muitas vezes falhadas). Quanto a Pandora, o planeta que somos convidados a visitar, é algo extremamente imaginativo e belo e, com a versão 3D, faz-nos ter uma verdadeira viajem a outro planeta e proporciona uma experiência fantástica (podemos dizer que Avatar é uma viajem a outro planeta!).
Quanto aos actores, Sam Worthington confirma que é um actor a ter muito em conta, Sigourney Weaver é uma Ripley da ciência, Zoe Saldana está muito bem (especialmente tendo em conta ser uma representação digital, digamos) e Stephen Lang é um excelente e temido vilão (grandes momentos que aqui tem).
Avatar é um filme que será um marco para o género e revolucionará o cinema a nível técnico (pelo menos) e é um dos melhores filmes de F.C. dos últimos anos e uma obra obrigatória, provando que Cameron ainda sabe o que faz, mesmo depois da longa pausa de 12 anos: o verdadeiro cinema espectáculo. O blockbuster do ano. Um futuro clássico e uma nova página na F.C., sendo um possível novo Star Wars (muitos dizem ser tão inovador como a obra de George Lucas).

Sessão da Meia-Noite #5

Alien 3 (1992), de David Fincher

Seis anos depois do clássico Aliens, de James Cameron, a Fox estreia a terceira parte da saga Alien.
Desta vez Ripley vai parar a um planeta prisão habitado apenas por reclusos masculinos. No entanto, o ser mortífero que atormenta a vida de Ripley está também no planeta. E uma descoberta chocante está prestes a ser feita.
Alvo duma das produções mais complicadas de sempre (onde o realizador neo-zelandês Vincent Ward saiu do projecto, sendo substituído pelo então desconhecido David Fincher), Alien 3 conseguiu ainda ser um êxito de bilheteira. No entanto, os fãs ficaram desiludidos e Sigourney Weaver quis que este fosse o último filme da saga.
Alien 3 é uma obra inferior aos seus antecessores. No entanto, é um sólido filme de Terror, F.C. e acção, onde Fincher começa a dar provas do seu incrível poder visual e onde, apesar de todas as complicações e pressões que tinha, consegue ainda dar uma realização competente, cheia de suspense. Quanto a Weaver, continua a interpretar Ripley de forma fantástica, provando que esta é a sua personagem.
Alien 3 é um filme que melhorou com o passar dos anos (especialmente com a versão mais longa, disponível no DVD, sendo uma versão de maior qualidade) e foi sendo descoberto (ou redescoberto) pelo público. Apesar dos seus problemas, é um filme de excelente entretenimento e altamente recomendável. Apesar nunca conseguirá atingir o estatuto dos clássicos antecessores.

Sessão de culto #5

Alien (1979), de Ridley Scott


Ainda na semana passada, falámos de Aliens (devido à retrospectiva dedicada a James Cameron). Esta semana, na Sessão de Culto, o filme apresentado é Alien, o antecessor do clássico de Cameron, dedicando a sessão a Dan O'Bannon, falecido ontem (argumentista de Dark Star, de John Carpenter e de Alien).
Numa nave espacial, Nostromo, um grupo de pessoas vai de viajem para o Planeta Terra quando deparam-se com uma mensagem indecifrável que poderá ser um pedido de socorro. Decidindo investigar, aterram num planeta desconhecido onde encontram uma misteriosa nave, recheada de casulos. Depois dum incidente bizarro, um dos membros da equipa fica 'contaminado' com algo que colocará a vida de todos os tripulantes em perigo.
Estreado em 1979, Alien tornou-se num êxito de bilheteira (o género de F.C, estava no auge depois de Star Wars, estrado dois anos antes) e de crítica, onde Ridley Scott (aqui na sua segunda longa-metragem, depois de The Duelists) foi bastante elogiado pela sua utilização do suspense e terror psicológico e pelo visual claustrofóbico que deu à obra.
Alien é hoje um verdadeiro clássico do género e do cinema em geral e uma obra bastante influente e bastantes vezes imitada, dando origem a uma das melhores sagas de F.C./Terror do cinema. Sigourney Weaver, no papel da mítica Ripley, foi aqui descoberta e, mais tarde, em Aliens tornou-se numa verdadeira mulher de armas, numa sequela de grande qualidade que também se tornou um clássico.
A obra de Scott é um verdadeiro exercício visual onde acabamos por ver o verdadeiro medo que ambiente fechado pode proporcionar, numa obra fundamental e de visionamento obrigatório. Um verdadeiro clássico.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Trailers: Shrek Forever After; The Runaways; Clash of the Titans

Hoje temos mais quatro trailers novos para apresentar.

Começamos com Shrek Forever After, a quarta parte da saga do ogre da Dreamworks. O filme estreia entre nós em Julho de 2010:


De seguida, temos o trailer do biopic de Joan Jett, The Runaways, com Kristen Stewart, Dakota Fanning e Michael Shannon. O filme vai passar pelo Festival de Sundance (a arrancar em Janeiro) e estreia nos EStados Unidos em Março:


Agora é a vez do segundo trailer de Clash of the Titans, o remake de Louis Leterrier, com Sam Worthington (Terminator Salvation; Avatar). Estreia em Portugal em Março:


Para acabar, temos o trailer do drama independente The Yellow Hankerchief, um drama com Kristen Stewart, William Hurt e Maria Bello. O filme esteve presente no Festival de Sundance deste ano, com excelentes críticas. Estreia nos Estados Unidos em Fevereiro:

Zombieland, de Ruben Fleischer (2009)

Um jovem, com o nome da cidade americana Columbus, vagueia pelo país antes conhecido como Estados Unidos da América: Zombieland. Determinado a regressar à sua terra-natal, para saber se os pais estão vivos, o recluso Columbus encontra pelo caminho Tallahassee (também uma cidade americana), um durão armado cujo passatempo é matar zombies e cujo objectivo é encontrar um 'twinkie'. Como se não bastasse, ainda apanham pelo caminho uma jovem acompanhada por uma rapariga, aparentemente inofensiva. Os quatro decidem partir em direcção ao único sítio onde não há zombies, onde quer que seja.
Inspirados por Shaun of the Dead, os argumentistas Rhett Reese e Paul Wernick criaram este Zombieland, uma comédia de terror que está rapidamente a tornar-se objecto de culto. No elenco encontramos Woddy Harrelson (No Country For Old Men), Jesse Eisenberg (Adventureland), Emma Stone (Superbad), Abigail Breslin (Little Miss Sunshine) e um cameo muito especial. Os actores estão muito bem por aqui e divertem-se com o que fazem. A violência, como seria de esperar num filme deste género, está bem presente e as cenas de acção estão bem conseguidas. No entanto, apesar do excelente elenco, o triunfo de Zombieland está na realização original de Ruben Fleischer (criando um filme bastante visual, com bom ritmo e uma boa montagem) e no argumento hilariante e surpreendente, utilizando 'gags' muito bem conseguidos, diálogos inteligentes e uma boa história.
Considerado como a resposta americana a Shaun of the Dead, Zombieland é um outro tipo de monstro: não quer ser como o filme britânico e consegue criar a sua própria história e o seu próprio universo (as regras são fantásticas!), acabando por ser uma excelente adição aos filmes de zombies. A sequela está a começar a ser desenvolvida, com o elenco de regresso.
Zombieland é já o filme de zombies mais rentável de sempre e é, surpreendentemente, um dos filmes mais divertidos e agradáveis (sim, apesar dos zombies e da violência!) do ano. Essencial.

SAG Awards - Nomeações

Hoje foram conhecidas as nomeações para os SAG Awards (Screen Actors Guild). Com um bom leque de nomeados (e com mais diversidade e melhores escolhas), encontramos novamente Up in the Air (de Jason Reitman, com George Clooney) a liderar as nomeações. Jeff Bridges (Crazy Heart, com uma interpretação bastante aclamada) também está nomeado. Meryl Streep, por sua vez, parece estar justamente nomeada por (e apenas por um filme) Julie & Julia.
Podem ver a lista completa (cinema e televisão) aqui.

Mais posters: Date Night; Shrek Forever After; Edge of Darkness; Kick-Ass

Hoje temos mais uns posters saídos do forno. Começamos com a terceira sequela duma das sagas animadas mais populares do cinema: Shrek.
Os produtores dizem que este será a última longa-metragem do ogre verde. As vozes originais regressam e o filme estreia em Maio. Ainda hoje foi também lançado o primeiro Teaser Trailer que será colocado num outro post.

De seguida temos Date Night. Há umas semanas apresentámos o trailer e hoje a Fox estreia o trailer. Trata-se duma comédia de Shawn Levy (Night at the Museum) com Steve Carell e Tina Fey.

Mel Gibson está de regresso à interpretação. Edge of Darkness, de Martin Campbell (Casino Royale) é um thriller escrito por William Mogahan (The Departed; Body of Lies). Estreia entre nós em Março.

Para acabar, temos o último Teaser Poster de Kick-Ass, um dos filmes mais aguardados da Primavera. É mais um poster de personagem. Kick-Ass é realizado por Matthew Vaughn (Layer Cake; Stardust) e causou furor no Comic Con 2009.

E o filme desta noite é.../ Retrospectiva James Cameron #6

Hoje trazemos a penúltima obra de James Cameron (sem contar com os documentários que realizou depois). Trata-se do histórico Titanic, de 1997.

A premissa é simples: uma história de amor proibido a bordo do navio mais trágico. James Cameron, depois de vários anos de pesquisa e análise, cria um épico romântico, misturando ficção com realidade e traz-nos um dos filmes mais galardoados de sempre e a obra mais rentável do cinema (sem fazermos ajuste, claro está).
Cameron usa os efeitos especiais da melhor forma possível, conseguindo misturar de forma credível CGI com miniaturas, criando uma réplica exacta do navio. Leonardo DiCaprio e Kate Winslet (que voltaram a contracenar juntos no magnífico Revolutionary Road) são uma dupla romântica de grande peso. Cameron cria uma obra épica utilizando todas as técnicas que domina, naquele que é o filme mais premiado da sua carreira.
Na altura, Titanic era o filme mais caro de sempre e, antes da sua estreia, muitos diziam que levaria Cameron à ruína, tratando-se dum grande fracasso. No entanto, correu tudo melhor do que se esperava, com Cameron a trazer ao mundo uma obra que apelava a todos os públicos e estava a ser muito bem recebida pela crítica.
Nomeado para 13 òscares, dos quais ganharia 11, Titanic rendeu nos Estados Unidos 600 milhões de dólares (o filme que mais se aproximou foi The Dark Knight, com 533 milhões) e mais de 1 bilião a nível global (o primeiro de quatro obras a ultrapassar essa quantia). O filme tornou-se numa obra histórica e com uma popularidade inigualável, sendo um verdadeiro fenómeno cultural. Uma das obras mais importantes do cinema, Titanic é já um clássico e uma obra de visionamento obrigatório.
Quanto a Cameron, embarcou pelo cinema documental (inspirado pelo mistério do mundo aquático e pelo navio Titanic) e começou a desenvolver a tecnologia necessária para criar a sua próxima obra de ficção, Avatar. Depois de 10 anos de desenvolvimento, Avatar estreia amanhã, 17 de Dezembro, no mundo inteiro. Depois de muita expectativa e da promessa de ser um épico e uma obra que revolucionará o cinema para sempre, Avatar tem sido extremamente bem recebido pela crítica especializada e conta com nomeações aos Globos de Ouro, onde se incluem as nomeações para Melhor Filme (Drama) e Melhor Realizador.
Sexta-Feira traremos a nossa opinião a Avatar, concluindo a nossa retrospectiva dedicada a James Cameron, um visionário que muito revolucionou a forma de fazer cinema espectáculo de qualidade.

Iron Man 2, de Jon Favreau - Trailer #1

Acabado de sair do forno, apresentamos o primeiro trailer oficial de Iron Man 2. O trailer vai sair (nos Estados Unidos, atenção) com as cópias de Avatar. O filme, a sequela do mega-êxito de bilheteira de 2008, traz de volta Robert Downey Jr. como Tony Stark/Iron Man. Jon Faverau volta à realização e traz de volta Gwyneth Paltrow e Samuel L. Jackson. Don Cheadle substitui Terrence Howard e, ao seu lado, temos Scarlett Johanson e Mickey Rourke como novas adições. A estreia entre nós é no final de Abril (estreia mundial):

Inception, de Christopher Nolan - Teaser Poster

O primeiro poster de Inception foi descoberto através dum site que faz parte do marketing viral do filme.
Inception trata-se dum thriller de F.C. do qual se sabe muitíssimo pouco. Escrito e realizado pelo sempre fantástico Christopher Nolan (Memento; The Dark Knight, apenas para citar uns exemplos), o filme é protagonizado por Leonardo DiCaprio e tem ainda ainda no elenco Marion Cotillard, Michael Caine, Ellen Page, Ken Watanabe e Joseph Gordon-Levitt (muitos dizem que Nolan está a ve se Levitt é um bom sucessor de Heath Ledger para Joker). O filme está agora em produção e estreia em Julho de 2010. Aqui fica o misterioso Teaser Poster:

Novos trailers: Hot Tub Time Machine; Alice In Wonderland; Robin Hood

Hoje trazemos três trailers novos.
Começamos com o principal destaque: o segundo trailer oficial de Alice in Wonderland, a próxima obra de Tim Burton, novamente com Johnny Depp. O filme estreia entre nós em Março:


Depois temos o primeiro trailer de Robin Hood, a nova aventura de Ridley Scott. Russell Crowe e Cate Blanchett são os protagonistas. O filme estreia em Julho de 2010:


Finalmente, temos o trailer da comédia de F.C. Hot Tub Time Machine onde encontramos um grupo de homens que viajam atrás no tempo através duma banheira. O filme, onde encontramos John Cusack em 1986, estreia em Março de 2010:

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Globos de Ouro - Nomeações

Esta Terça-Feira foram anunciadas as nomeações para os Globos de Ouro 2009, cuja atribuição de prémios será em Janeiro. E é certo que temos muitas surpresas (muitas delas negativas)
Em vez de anunciarmos os vários nomeados (podem ver a lista completa aqui), vamos apenas dizer aquilo que achamos bastante estranho nesta lista:

Apesar de ter dúvidas sobre a presença de Robert Downey Jr. nesta categoria (pode ter um bom desempenho mas decerto que temos vários trabalhos mais complexos e de maior qualidade como o de Viggo Mortensen em The Road, uma falta que parece ser bastante injusta), na categoria de Melhor Actriz (Comédia/Musical) é onde encontramos algumas escolhas curiosas:
temos Marion Cottilard em Nine (muitos dizem ser a grande valia do filme), Julia Roberts em Duplicity (um bom filme mas decerto não uma interpretação para nomeações), Meryl Streep em Julie & Juylia (ainda não vimos mas dizem ser um filme delicioso com mais um excelente trabalho da grande actriz)... E aqui as coisas ficam estranhas, quando encontramos novamente Meryl Streep em It's Complicated (as primeiras opiniões não foram as melhores embora ainda seja cedo demais para verificar a recepção da crítica e do público) e... Sandra Bullock em The Proposal?
Meryl Streep já nos habituou a estar sempre presente nestas andanças todos os anos, no entanto, nomearem a actriz duas vezes na mesma categoria, deixando de lado outras hipóteses que decerto também mereciam estar aqui presentes (temos o exemplo da esquecida Zooey Deschanel, protagonista daquele que é um dos filmes mais aclamados de 2009, (500) Days of Summer), é algo estranho. Mais bizarro ainda é a presença de The Proposal aqui. Este é o ano do grande regresso de Sandra Bullock, já sabemos, e The Proposal foi um grande êxito comercial. Sandra Bullock e Ryan Reynolds formaram uma boa dupla no filme mas nada que fosse tão bom para nomeações. Bullock estava a fazer mais uma comédia romântica (apesar de estar afastada do género já há 10 anos) e era uma das grandes valias naquela que era uma comédia algo divertida mas esquecível. No entanto, a sua presença nesta categoria é totalmente descabida e utilizada apenas para aproveitar a popularidade que a actriz ganhou este ano com esta comédia e com The Blind Side (um filme que tem sido bem recebido pela crítica e pelo público e que poderá colocar Bullock na corrida aos Óscares, estando a actriz já nomeada para os Globos de Ouro na categoria de Drama).
A nomeaçõa de Bullock em The Blind Side poderá estar muito bem atribuída (para além do fenómeno de popularidade que está a ser e que estar a um passo de ser o filme mais rentável da carreira da actriz, Bullock tem sido elogiada pelo seu desempenho) mas a de The Proposal é apenas uma tentativa de chamar as audiências, usando uma actriz que agora voltou a estar na ribalta, deixando assim de lado outras possíveis candidatas que mais mereceriam. Já a dupla nomeações de Meryl Streep na mesma categoria, parece ser algo exagerada, tirando lugar a outras possíveis nomeadas. Streep poderá merecer nomeações pelos seus desempenhos. No entanto, temos apenas cinco lugares e, com tanto talento e bom trabalho, nomearem a mesma actriz duas vezes na mesma categoria parece ser algo forçado e descabido (aconteceu o mesmo o ano passado com Kate Winslet e, apesar de serem duas excelentes representações, uma delas realmente merecia o destaque da nomeação e da vitória, uma que foi justa nos Globos de Ouro e nomeação esquecida nos Óscares).
Acaba por ser uma boa lista nas outras categorias, onde ainda encontramos Matt Damon nomeado duas vezes (comédia/musical (The Informant!) e drama (Invictus), num ano em que encontramos várias duplas nomeações e muitos esquecidos pelo caminho.

E o filme desta noite é.../ Retrospectiva James Cameron #5

Prosseguimos com a nossa retrospectiva dedicada a James Cameron, com a sua quinta longa-metragem (novamente, sem contar com Piranha 2), True Lies.

Arnold Schwarzenegger é um agente secreto que leva uma vida dupla: a vida de espião e a vida (falsa) de homem de negócios, sendo a última uma vida inventada de forma a proteger a sua verdadeira profissão da sua família e inimigos. No entanto, as coisas complicam-se e ambas as vidas irão colidir, naquela que será a derradeira luta da sua vida: salvar o casamento.
James Cameron junta-se uma vez mais a Schwarzenegger (acabado de sair do fracasso comercial The Last Action Hero), trazendo ao público um festival de acção, misturado com comédia. Baseado num filme francês, Cameron realiza aqui o fime mais descontraído da sua carreira, onde cria várias sequências de acção muito bem conseguidas e emocionantes, realizando um bom blockbuster de acção. Jamie Lee Curtis é a protagonista feminina, trazendo de volta à ribalda a 'Rainha dos gritos' da década de 80 e dando vários momentos a Curtis para brilhar.
No entanto, sendo esta a obra mais descontraída de Cameron, o argumento é descuidado por vezes, apresentando alguns momentos de humor mal conseguidos e não tendo uma ideia verdadeiramente original.
Não querendo ser mais do que é (um grande espectáculo de acção e comédia), True Lies é um verdadeiro exemplo de blockbuster (sendo daqueles filmes de acção típicos da década de 90). Trata-se da obra de menor qualidade do cineasta mas consegue ser um exemplo perfeito de cinema espectáculo.

Novos posters: Kick-Ass; Season of the Witch; The Bounty Hunter

Hoje trazemos três posters novos (em dois deles encontramos Nicolas Cage).
O primeiro é mais um poster de personagem de Kick-Ass, de Matthew Vaugh. Nele encontramos Cage (mascarado e irreconhecível), que será o vilão de serviço.

O segundo poster é do thriller gótico Season of the Witch.

Ambos os projectos são da Lionsgate e serão estreados em Abril (Kick-Ass) e Março (Witch) de 2010.

O terceiro poster é de The Bounty Hunter, uma comédia de acção de Andy Tennant (Hitch), com Gerard Butler e Jennifer Aniston. Estreia na Primavera.

E o filme desta noite é.../ Retrospectiva James Cameron #4

Juntamente com a nossa rúbrica habitual, prosseguimos com a retrospectiva de James Cameron. O filme hoje é Terminator 2: Judgement Day.

Sete anos depois do clássico de culto que o lançou definitivamente, Cameron estreia a sequela de Terminator. Arnold Schwarzenegger (agora o herói de serviço) e Linda Hamilton regressam e ao seu lado têm o estreante Edward Furlong (os pontos altos da sua carreira foram T2 e American X) e o desconhecido Robert Patrick (que, depois de T2, protagonizou vários filmes para o mercado de video até encontrar um lugar seguro e confortável como actor secundário e como o substituto de David Duchovny nas duas últimas temporadas de The X-Files).
Sete anos depois de Sarah Connor ser perseguida pelo T-800 (um ciborg vindo do futuro), um modelo mais avançado é enviado ao passado para matar John Connor, filho de Sarah e futuro líder da resistência contra as máquinas. No entanto, um novo modelo de T-800 (Scharzenegger) é enviado para proteger o adolescente.
Com uma premissa simples e algo parecida com a do primeiro filme, Cameron consegue criar uma obra superior a todos os níveis, com um argumento inteligente e extremamente bem construído, interpretações acima da média e com cenas de acção de cortar a respiração. Cameron consegue criar um verdadeiro exemplo de verdadeiro cinema espectáculo, conseguindo ainda revolucionar os efeitos especiais (ainda hoje bastante convincentes), utilizando uma técnica já presente em The Abyss.
Terminator 2: Judgement Day foi o concluir da saga Terminator para Cameron. O realizadort recusou fazer parte das duas sequelas que se seguiram, argumentando que, para si, a saga estava terminada e com o final que pretendia. Consigo fica aquele que é considerado um dos melhores filmes de acção e um dos melhores blockbusters de sempre. Um verdadeiro clássico e uma obra obrigatória!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Retrospectiva James Cameron #3

The Abyss (1989)

The Abyss foi a terceira longa-metragem de James Cameron (sem contar com Piranha 2, filme que o próprio Cameron afirma que não realizou) e trata-se duma aventura de Ficção Científica passada no alto mar.
Com várias complicações durante a produção (uma das mais complicadas de sempre), com a maior parte do filme a ser filmada em água e bastantes contra-tempos, The Abyss tornou-se num filme algo complicado mas cujo resultado final resulta num dos melhores filmes do realizador e num dos melhores filmes de F.C. das últimas décadas.
Depois da sua passagem pelas salas de cinemas (cujos resultados de bilheteira não foram os melhores, sendo o único fracasso comercial, até à data, de Cameron), o realizador lançõu, cerca de 3 anos depois, uma edição especial, onde podíamos ver a sua versão final do filme (e ambas as versões são bastante boas).
Com excelentes críticas e efeitos especiais revolucionários (ainda antes de T2, Cameron utilizou o CGI de forma incrível aqui), The Abyss é uma extraordinária aventura de F.C., com excelentes desempenhos por parte do elenco e mais uma obra obrigatória do cineasta.

domingo, 13 de dezembro de 2009

Sessão da Meia-Noite #4/ Retrospectiva James Cameron #2

Hoje prosseguimos com a Retrospectiva James Cameron, com a sua segunda obra, Aliens.

Depois do êxito de Terminator, a Fox deu a oportunidade a Cameron de realizar a sequela de Alien, de Ridley Scott.
Cameron decide escrever a sequela e criar algo totalmente diferente.
Ripley, a única sobrevivente da nave Nostromo, é encontrada cerca de 57 anos depois dos acontecimentos do primeiro filme. Com um trabalho seguro na Companhia e com vários pesadelos devido ao trauma dos acontecimentos ocorridos, Ripley encontra-se num tempo estranho e totalmente irreconhecível.
No entanto, devido à sua experiência anterior, é contactada para acompanhar um grupo de Marines até ao planeta onde a nave extra-terrestre foi encontrada, 57 anos atrás, nave essa que continha o mortífero ser que dizimou a sua equipa. Nesse mesmo planeta está agora uma colónia com várias famílias. Depois de perder-se contacto com a colónia, Ripley e a equipa de Marines têm de descobrir o que se passou.
James Camron cria uma sequela totalmente diferente do seu antecessor, sem desrespeitar a obra anterior de forma alguma e sem nunca querendo ser superior (apesar de ser superior em vários aspectos, diferencia-se noutros).
Cameron troca o ambiente claustrofóbico do filme de Scott e coloca acção para dar e vender, conseguindo criar a primeira verdadeira heroína do cinema, com uma Sigourney Weaver em grande forma (nomeada para Óscar de Melhor Actriz pelo seu desempenho). Ao lado de Weaver temos Michael Biehn (de Terminator), Lance Henriksen (que teve uma pequena participação em Terminator, depois de ter perdido o papel principal), Bill Paxton (presença regular nos filmes de Camron, incluindo um papel de figurante em Terminator) e Paul Reiser (mais tarde conhecido pela série de comédia Mad About You). Aliens é um filme de Ficção Científica de terror e acção e uma das melhores sequelas de todos os tempos. Um verdadeiro clássico e uma obra obrigatória, que veio confirmar Cameron como um realizador a ter bastante em conta.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Sessão de Culto #4/ Retrospectiva James Cameron #1

Hoje iniciamos a retrospectiva dedicada a James Cameron, a propósito da estreia mundial do seu novo filme, Avatar (nos cinemas na próxima Quinta-Feira, dia 17 de Dezembro).
O primeiro filme é Terminator, a sua primeira longa-metragem.

Um ser cibernético é enviado ao passado para matar Sarah Connor, a mãe do futuro líder da luta contra as máquinas, John Connor. Entretanto, um soldado do futuro. Kyle Reese, é enviado para a proteger.
Terminator é um grande filme de Ficção Científica, feito com um baixo orçamento. Com uma ideia original e muito bem executada, Cameron consegue criar um dos melhores filmes de F.C. da década de 80 e um dos grandes marcos do género, realizando aquele que seria um dos grandes filmes de culto dos últimos 20 anos (daí a sua presença na nossa Sessão de Culto desta semana, em conjunto com a retrospectiva do realizador).
Cameron Arnold Schwarzenegger como o vilão de serviço e Linda Hamilton como a mulher frágil e inofensiva que terá de ganhar forças e tornar-se numa pessoa mais forte (algo muito presente no cinema de Cameron são as mulheres de personalidade forte e duras de roer).
Com efeitos especiais bem executados, exemplares sequências de acção e uma realização segura, Cameron cria um clássico do cinema de acção e F.C..
E este é o início duma longa história...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

E o filme desta noite é...

Star Trek (2009), de J. J. Abrams

J.J. Abrams, criador de Alies e co-criador de Lost, realiza esta prequela/sequela de uma das mais longas e amadas sagas de Ficção Científica da história do cinema e da televisão.
Com um elenco totalmente novo e que encaixa na perfeição nos papéis icónicos, um argumento bem conseguido e inteligente, efeitos especiais bem criados e sequências de cortar a respiração, este novo Star Trek é dirigido aos fãs e a todos aqueles que nunca conheceram ou nunca foram grandes apreciadores da saga, tornando-se numa obra acessível para todos os públicos e um dos melhores blockbusters dos últimos tempos, cheio de ritmo, acção e bons momentos de entretenimento. Abrams confirma que é um dos melhores realizadores de blockbusters da actualidade (depois do excelente M:I 3) e um conhecedor das fórmulas correctas de criar um bom filme pipoca inteligente e de grande qualidade.
Destaque para a presença do Spock original, Leonard Nimoy.

Tron Legacy - Teaser Poster

O filme só estreia em Dezembro de 2010 mas as imagens reveladas no Comic Con deste ano começaram a criar grandes expectativas. Agora surge o primeiro Teaser Poster de Tron Legacy, a sequela do filme de culto da Disney, Tron. Jeff Bridges regressa à saga.

Clash of the Titans; Sex and the City 2 - Posters

Aqui ficam mais dois posters.
Primeiro temos Clash of the Titans, o remake de Louis Leterrier (The Incredible Hulk) do filme de culto do início da década de 80. Podem ver mais dois bons posters aqui e aqui. O filme tem como protagonista Sam Worthington (Terminator Salvation; Avatar).


De seguida, temos o primeiro Teaser Poster de Sex and the City 2, que traz de volta o elenco principal da série e do primeiro filme. Estreia nos Estados Unidos em Maio.

The Lovely Bones - Poster internacional

Aqui deixamos o novo poster internacional de The Lovely Bones, de Peter Jackson. O filme estreia entre nós a meio de Janeiro.

Iron Man 2 - Novo poster

Hoje chega-nos o novo poster de Iron Man 2, desta vez com Mickey Rourke.

The Sorcere's Apprentice - Teaser

A outra aposta da Disney (para além de Prince of Persia e Toy Story 3) é este The Sorcerer's Apprentice, de Jon Turtletaub (National Treasure). Jay Baruchel e Nicolas Cage são os protagonistas desta aventura romântica.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Aposta falhada?

The Lovely Bones trata-se do novo projecto de Peter Jackson (Lord of the Rings; King Kong; Heavenly Creatures), baseado na novela do mesmo nome. Trata-se dum conto sobrenatural sobre uma rapariga morta que vê tudo do céu, acompanhando a sua família e o seu assassino.
O filme, produzido por Steven Spielberg, é uma das grandes apostas da Paramount para a próxima cerimónia dos Óscares (tendo adiado Shutter Island, de Martin Scorsese, pois o seu marketing para os Óscares seria bastante dispendioso).
No entanto, a crítica tem estado dividida em relação a The Lovely Bones (no site Rotten Tomatoes está, neste momento, nos 52%), o que poderá tirar as hipóteses da obra estar presente nos Óscares (normalmente, quando uma obra tem este tipo de recepção acaba por ficar de fora dos principais prémios, como aconteceu o ano passado com Austrália, de Bazz Lurhman).
Enquanto uns defendem que temos um belo filme, com uma excelente realização, interpretações fantásticas e um bom argumento (tudo auxiliado por efeitos visuais fantásticos), outros dizem que os efeitos acabam por ser um dos pontos fortes da obra, fazendo com que as personagens estejam pouco desenvolvidas e a história pouco cuidada. Talvez a situação melhore, com o surgimento de novas críticas (ainda só temos cerca de 25 críticas ao filme). No entanto, o caminho para a glória desta obra começa a parecer longo.
Por esta altura, a Paramount poderá começar a ficar arrependida por ter adiado Shutter Island e estar contente por ter o muitíssimo aclamado Up In The Air (de Jason Reitman, com George Clooney, já considerado o melhor filme do ano por algumas associações de críticos).
O filme estreia em Portugal em Janeiro e é bastante aguardado por estas partes.

Paranormal Activity (2009), de Oren Peli

Uma jovem diz ser visitada por um espírito durante a noite. O namorado, algo céptico em relação a isso, decide colocar uma câmara e gravar os acontecimentos que poderão ocorrer no quarto, enquanto dormem.
Muito aqui falámos deste Paranormal Activity, uma produção de baixo orçamento que teve um enorme impacto nos Estados Unidos e tornou-se num dos filmes mais rentáveis dos últimos anos.
O grande trunfo de Paranormal Activity é o mesmo que The Blair Witch Project tinha, exactamente há 10 anos atrás: o baixo orçamento usado para contar uma história de terror onde a principal preocupação é assustar o espectador. E, neste caso, se o espectador estiver disposto a tal, o filme consegue exactamente isso.
Não é o filme mais assustador de sempre (como vários sites de terror anunciaram) mas é uma das mais interessantes e eficazes obras de terror dos últimos tempos, com um final arrepiante e algo surpreendente.
A realização do estreante Oren Peli é exemplar, com um cuidado pelos pormenores e conseguindo criar sequências de suspense bem elaboradas (especialmente tendo em conta o baixo orçamento), tudo com o principal propósito de conseguir prender o espectador ao filme e assustá-lo.
Um filme que merece ser visto e merece o pequeno fenómeno que foi criado à sua volta. Tudo com um orçamento de 15 mil dólares.

E o filme desta noite é...

Undertow (2004), de David Gordon Green

Realizado por David Gordon Green (Pineapple Express; Snow Angels, ambos inéditos nas nossas salas, injustamente), Undertow trata-se dum thriller dramático com Josh Lucas, Dermott Mulroney e Jamie Bell.
Estreado em 2004, o filme passou por vários festivais e foi bastante aclamado. O filme passou de forma indiscreta mas conseguiu ser considerado uma das melhores obras desse ano. Inédito nas nossas salas, Undertow é um filme poderoso com interpretações muito bem conseguidas por parte do seu elenco. A descobrir (entre nós tem o título Contra-corrente e está disponível para aluguer).

Guilty Pleasures #3

Eight Legged Freaks (2002), de Ellory Elkayem

Numa pequena cidade americana, um acidente faz com que as aranhas tornam-se monstros assassinos gigantes. A população deve agora lutar pela sobrevivência e descobrir a origem da mutação.
Servindo de homenagem aos filmes de série B dos anos 50, Eight Legged Freaks é uma divertida comédia de terror, protagonizada por David Arquette. Todos os ingredientes deste tipo de filmes estão aqui presentes e o humor, por vezes totalmente non-sense, encaixa bem.
O filme, produzido por Dean Devlin (Independence Day), foi um fracasso de bilheteiras e passou bastante despercebido pelas nossas salas. No entanto, revela ser um entretenimento razoável, com bons momentos divertidos e um bom guilty pleasure.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Sessão da Meia-Noite #3

Lethal Weapon (1987), de Richard Donner

Um polícia veterano faz uma dupla improvável com um polícia mais jovem e com tendências suicidas. O caso que investigam envolve a morte da filha dum velho amigo de Roger Murtaugh (Danny Glover) e tráfico de droga. No entanto, o jovem Martin Riggs ajuda Murtaugh na investigação, enquanto tenta resolver os seus próprio problemas pessoais.
Lethal Weapon estreou em 1987 e foi realizado por Richar Donner (Superman; The Goonies; Lady Hawk). O argumento é da autoria de Shane Black (que, anos depois, trouxe o exemplar Kiss Kiss, Bang Bang e outros filmes de acção acima da média). O filme tornou-se num clássico do cinema de acção e comédia, com cenas de acção muito bem executadas, um ritmo de cortar a respiração, uma realização competente, dois protagonistas carismáticas (conseguindo tornarem-se numa das melhores duplas cinematográficas) e com diálogos engraçados.
O êxito do filme deu origem a três sequelas de êxito ainda maior e todas de grande entretenimento, sempre com a mesma fórmula: acção sem parar, com boas sequências de comédia e com a dupla Gibson/Glover. Um clássico do género.

Sessão de Culto #3

The Little Shop of Horrors (1960), de Roger Corman

Realizado em 1960 e com uma produção muito curta e de baixissimo orçamento, The Little Shop of Horrors confirmou Roger Corman como um mestre do cinema de série B (embora não tenha sido o pai deste género, foi um dos grandes mestres) e ajudou a lançar Jack Nicholson, aqui com um curto e hilariante papel.
O filme tornou-se num verdadeiro objecto de culto e é um dos melhores exemplos do cinema de série B e das comédias de terror. Em 1986 teria um remake de Frank Oz, um musical negro recheado de actores conhecidos como Steve Martin e Bill Murray.
THe Little Shop of Horrors é uma comédia satírica e inteligente, com momentos verdadeiramente nonsense e hilariantes e uma realização exemplar de Corman (premiado com um Óscar honorário umas semanas atrás).
Um dos grandes filmes de culto do cinema e uma obra essencial.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

E o filme desta noite é...

The Dancer Upstairs (2002), de John Malkovich

Estreia de John Malkovich na realização, The Dancer Upstaits é baseaso na novela de Nicholas Shakespeare. Javier Bardem é o protagonista, Agustín Rejas, um detective da polícia que tem a missão de descobrir e apreender um perigoso líder guerrilha.
Pelo caminho encontramos Alexandra Lencastre e Luís Miguel Cintra e algumas imagens de Espinho, onde algumas cenas foram filmadas.
Uma grande estreia de Malkovich, com um thriller de qualidade muitíssimo bem realizado e interpretado.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Estreias em Janeiro

The Road, Invictus, Where the Wild Things Are, The Lovely Bones, Nine, Bright Star, Das Weisse Band (O Laço Branco), Anti Christ, The Fantastic Mr. Fox, The Men Who Stare At Goats...

Estas são algumas das estreias programadas para Janeiro. No entanto, decerto que vão haver alterações (como acontece sempre e, muitas vezes, à última da hora). Enquanto que passamos semanas sem estreias decentes, semanas onde temos quase dez estreias e semanas onde temos apenas duas ou três estreias sem qualquer interesse, em Janeiro (e certamente Fevereiro e Março, devido aos Óscares), vamos estar atarefados a tentar acompanhar todas estas obras que tanto prometem.
Pelo menos, podemos novamente afirmar que temos um início de ano de qualidade. Só é pena que tenhamos tanta estreia boa ao mesmo tempo e pouco tempo para as ver todas, quando podiam colocar os filmes no nosso mercado com mais calma. Enfim...

Para mais informações podem clicar aqui.

A rever...

Lost - Season One

Com a sexta e última temporada a estrear em Fevereiro, decidimos rever Lost desde o início.
Quem acompanha a série, sabe que é um dos raros casos em que é essencial mais que um segundo visionamento: as pistas para várias respostas vão sendo largadas ao espectador, apenas não sabemos. No entanto, com o conhecimento de certos acontecimentos futuros, rever Lost desde o início torna-se numa experiência reveladora, onde acabamos por notar que as coisas mais pequenas e, por vezes, fáceis de esquecer, poderão ter grande importância para trama. Estamos agora a meio do primeiro ano e muitas coisas fazem agora mais sentido.

Nota:
Em breve, daremos a nossa opinião à segunda temporada de Six Feet Under, quando avançarmos para a terceira. Depois de tantas emoções no final da temporada, precisámos duma pausa.

How I Met Your Mother - Séries 1 a 4

How I Met Your Mother é a mistura perfeita entre Seinfeld e Friends. EStreada em 2005, a série é-nos narrada por Ted Mosby, um dos protagonistas, enquanto conta a história sobre como conheceu a mãe dos seus filhos. Para isso, terá de passar por vários acontecimentos (muitos deles humilhantes e hilariantes), partilhados pelos seus 4 melhores amigos (onde incluímos Barney Stintson, uma das melhores personagens televisivas dos últimos anos).
How I Met Your Mother é uma comédia inteligente, bastante inspirada nas melhores comédias românticas que o cinema nos deu (para além de ter referências a outros géneros, como Lethal Weapon, Star Wars e até mesmo CSI, numa divertida cena). As personagens estão muito bem criadas e conseguem conquistar o espectador e a série tem uma continuidade que pede muita atenção (e dedicação), atenção essa que vai sendo recompensada pelos excelentes momentos de comédia e hilaraintes diálogos e acontecimentos com que as personagens deparam-se.

How I Met Your Mother vai agora no seu quinto ano de existência e o mistério que cerca a série ainda não foi revelado. No entanto, temos aqui uma excelente série cómica e uma das melhores sticoms americanas dos últimos anos. A descobrir.

Brooklyn's Finest, de Antoine Fuqua - Trailer

Brooklyn's Finest trata-se dum policial protagonizado por Richard Gere, Ethan Hawke, Wesley Snipes, Lily Taylor, Ellen Barkin, Don Cheadle e Vincent D'Onofrio. O realizador Antoine Fuquea estreou o filme no último Festival de Sundance, no início do ano, e as críticas foram algo fracas. O filme estreia nos Estados Unidos no início de 2010. Aqui fica o trailer:

Iron Man 2 - Primeiros posters

Esta semana, foram revelados os primeiros dois posters de Iron Man 2, o filme que irá abrir a temporada de Blockbusters de 2010 (entre nós estreia no final de Abril). Robert Downey Jr. regressa como Tony Stark/Iron Man e Jon Favreau está de volta à cadeira da realização.

De volta...

Numa semana cheia de trabalho e com pouco tempo para o que quer que fosse, o nosso pequeno cantinho foi sacrificado. Mas agora estamos de regresso com as nossas rubricas e com algumas novidades da Sétima Arte.

Pedimos desculpa pela ausência mas agora estamos de regresso.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

E o filme desta noite é...

The Man Without a Face (1993), de Mel Gibson

Estreia na realização de Mel Gibson, que é também um dos protagonistas, The Man Without a Face conta-nos a amizade improvável dum rapaz com um homem recluso, devido à sua cara desfigurada. Um drama bem conseguido, com uma excelente estreia de Gibson por detrás das câmaras (a seguir, vinha Braveheart) e marcando a estreia de Nick Stahl no cinema (mais tarde entraria em In the Bedroom, Terminator 3 e na série Carnivale).

The Wolfman - Novos posters

O atribulado remake de Wolfman tem uma campanha de marketing cada vez mais forte e apelativa. Para além dos trailers já disponibilizados (já a passarem nas nossas salas), os posters têm surgido em considerável quantidade nas últimas semanas.
Hoje surgem-nos mais dois desses posters. Apesar das complicações a nível de pós-produção (onde ainda a semana passada dois editores veteranos foram chamados para trabalhar no filme, de forma a melhorá-lo), o filme promete ser um bom regresso ao mito do lobisomem. Estreia em Março.

Novos trailers: Daybreakers; Toy Story 3

Hoje temos dois trailers novos. Começamos com o filme de terror Daybreakers, com Ethan Hawke e Willem Dafoe. O filme tem passado em vários festivais e a reacção tem sido bastante positiva:


Agora temos o trailer internacional de Toy Story 3. O filme traz de volta Woody e Buzz Lightyear numa nova aventura. Tom Hanks, Tim Allen e Joan Cusack regressam nas vozes:

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

E o filme desta noite é...

Interview With the Vampire (1994), de Neil Jordan

Interview With the Vampire: The Vampire Chronicles é a obra de Neil Jordan que surgiu depois do grande The Crying Game (e é o maior êxito comercial do realizador).
Protagonizado por Tom Cruise (Lestat, o vilão de serviço), o filme é uma excelente obra de terror gótico, muitíssimo bem realizada por Jordan.
Para além de Cruise, temos Antonio Banderas, Stephen Rea (presença habitual nos filmes de Jordan), uma pequena Kirsten Dunst e Brad Pitt, no papel que o revelou definitivamente (e é o verdadeiro protagonista).
Auxiliado pela grandiosa banda-sonora de Elliot Goldenthall, Jordan cria uma fantástica história de vampiros, baseado na obra clássica de Anne Rice.
Anos depois, o filme teria uma (suposta) sequela, algo que foi uma verdadeira ofensa à obra original e um filme que entraria bem na recente euforia teenager pelos vampiros (tudo impulsionado pelo inexplicável fenómeno Twilight).
Na véspera da estreia nacional do segundo capítulo de Twilight, decidimos dar um exemplo duma boa obra acerca de vampiros.

Posters novos: Nine; The Book of Eli;

Hoje trazemos posters de alguns dos filmes mais aguardados dos próximos meses.
Começamos com Nine, o musical de Rob Marshall, grande aposta dos Irmãos Weinstein para os Óscares...

Nine, de Rob Marshall

The Lovely Bones, de Peter Jackson

The Book of Eli

Greenberg, de Noah Baumbach (2010) - Poster e trailer

Noah Baumbach, realizador de The Squid and the Whale e Margot at the Wedding (inédito nas nossas salas), regressa à comédia dramática com este Greenberg, cuja personagem principal é interpretada por Ben Stiller. O filme estreia em Março de 2010 nas salas americanas.

Trailer:

Guilty Pleasures #2

Devido a uma pequena ausência, a nossa sessão vem uns dias mais tarde. O filme que apresentamos nesta segunda semana do Guilty Pleasures é...

Next (2007), de Lee Tamahori

Realizado por Lee Tamahori (que trouxe-nos a (má) última aparição de Pierce Brosnan como James Bond), chega-nos este Next, um thriller de ficção baseado num conto de Phillip K. Dick.
A premissa é simples: um homem consegue ver o futuro. No entanto, a sua visão não é muito limitada: apenas consegue ver os momentos que estão para vir, conseguindo evitar algumas situações. Sabendo as suas habilidades, o FBI peresegue-o para que possam ter a sua ajuda num assunto que poderá ser devastador.
Apesar de alguns actores bons (Cage e Julianne Moore) e com um realizador que já mostrou ser capaz de melhor em terras americanas (o subvalorizado The Edge, por exemplo), Next acaba por ser um thriller algo competente, com um argumento previsível, interpretações medianas, diálogos fracos e cenas de acção algo artificiais demais (com algumas excepções). Tudo auxiliado pelo 'fantástico' penteado de Nicolas Cage (aqui na fase fraca da sua carreira, da qual parece começar agora a sair).
Resumindo, Next consegue ser um entretenimento mediano, com vários momentos 'cheesy', humor involuntário, para ver sem preconceitos e expectativas. É apenas 'desligar o cérebro'. Um perfeito Guilty Pleasure.

sábado, 21 de novembro de 2009

Sessão da Meia-Noite #2

Street Kings (2008), de David Ayer


Hoje temos a nossa segunda sessão da meia-noite, onde apresentamos um filme que exemplifica perfeitamente o tipo de filmes que passarão nesta nova rúbrica.
Do argumentista de Training Day, chega-nos este Street Kings, a segunda longa-metragem de David Ayer (a primeira foi Harsh Times, com Christian Bale e Freddy Rodriguez). O filme trata-se dum policial duro e cheio de acção, com alguns actores conhecidos e com boas cenas de acção.

Novo poster de Avatar

A estreia aproxima-se cada vez mais e os posters (para além de featurettes) começam a surgir em grande número. Agora surge mais um poster de Avatar, dedicado a uma das personagens principais. O novo filme de James Cameron estreia a 17 de Dezembro em Portugal.

Season of the Witch, de Dominic Sena - Novo trailer

A Lions Gate disponibilizou o segundo trailer de Season of the Witch, um aventura de terror gótico com Nicolas Cage e Ron Perlman. O filme estreia nos Estados Unidos em Março:

Sessão de Culto #2

The Blair Witch Project (1999), de Daniel Myrick e Eduardo Sánchez

Em 1999, um pequeno filme independente conseguiu utilizar a internet para criar uma campanha de marketing inacreditável: anunciar que três jovens estudantes desapareceram e que as suas últimas filmagens iriam agora passar nos cinemas.
Conseguindo convencer quase todos de que o que se via era realidade, o filme começou a ganhar uma popularidade imensa e tornou-se num verdadeiro fenómeno de popularidade. Na altura em que teve uma exibição nacional nos Estados Unidos, tornou-se no filme independente mais rentável de sempre e, pouco tempo depois, iria conquistar o mundo.
The Blair Witch Project tornou-se num verdadeiro fenómeno cultural e de popularidade (curiosamente, dez anos depois acontece o mesmo com Paranormal Activity, que estreia entre nós a 3 de Dezembro) e tornou-se num dos grandes filmes de culto dos nossos tempos.
Apesar duma sequela inferior (mas injustamente mal recebida, sendo melhor do que parece), este primeiro filme é uma obra fantástica e arrepiante, com um sabor a baixo orçamento que dá um toque especial à obra.
Um dos melhores filmes de terror da última década que, quer se adore quer se odeie, não será esquecido.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

E o filme desta noite é...

Narc (2002), de Joe Carnahan

Produzido por Tom Cruise (tal como Suspect Zero, onde Cruise optou por permanecer não creditado) e Ray Liotta, Narc marca a estreia na realização de Joe Carnahan (Smoking Aces, The A-Team e esteve quase a ser o realizador de M:III). Ao lado de Liotta (também um dos protagonistas) temos Jason Patric, num dos melhores papéis da sua carreira.
Narc trata-se dum drama policial onde um polícia é encarregue de investigar a morte dum outro polícia novato. O seu colega, o veterano Henry Oak, procura vingança pela morte do colega e está disposto a tudo para descobrir a verdade. Pelo caminho, vão deparar-se com corrupção policial.
Narc é uma obra aclamada pela crítica. No entanto, o seu fracasso comercial fez com que o filme fosse directamente para DVD entre nós.